sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Chuva

tantos 
são os pingos da chuva 
quanto as contas 
do meu rosário
curvo-me
num alagado sorriso
dou-me num abraço
despido
e com os pingos
da chuva
nas contas
da vida
entre dedos
deslizo
com o meu rosário
e me entrelaço