quarta-feira, 17 de junho de 2015

Grécia e o resultado da auditoria à divida pública

Sentemo-nos e pensemos:
enquanto a UE pensa na saída da Grécia debaixo do Euro os cidadãos europeus, deveriam estar a pensar em saírem debaixo do Schauble/Merkel/Draghi e quejandos. Só assim dignificamos a essência da democracia. 
Porque para já a que existe está sentada apenas na wikipédia.
Claro que é possível mudar. Sempre foi e sempre será. 
Não estão cansados de ter imbecis mentirosos a mandar em vocês?
Como nas histórias com pais tiranos insuportáveis,para se libertarem deles. as filhas arranjam o primeiro camionista que aparece e engravidam,só para sair de casa e se libertarem?
Os gregos sabem-no e tentam,os espanhóis fazem a experiência, os Islandeses conseguiram.
Nós por cá? Somos uns coninhas! Nem tentamos fugir com o camionista,nem engravidamos, nem batemos no pai. Assistimos à novela.
Deglutimos jacarés e hibernamos. De seguida vamos às feiras de verão para degustação das escamas.
Gosto do meu país, não gosto é das muitas aberrações que pariu.
Eu, já elegi o meu camionista e já estou grávida. De democracia grega: a que suportou o império otomano e resistiu, a que suportou os nazis e resistiu, a que suportou os militares e resistiu, a que bateu no fundo com a austeridade imposta pela UE e se levanta resistindo.



"Ao disponibilizar este relatório preliminar às autoridades gregas e ao povo grego, a Comissão considera ter cumprido a primeira parte da sua missão, definida pela decisão da Presidente do Parlamento a 4 de abril de 2015. A Comissão espera que o relatório seja uma ferramenta útil para os que querem sair da lógica destrutiva da austeridade e erguer-se em nome do que hoje está sob ameaça: direitos humanos, democracia, dignidade do povo e o futuro das próximas gerações.
Em resposta aos que impõem medidas injustas, o povo grego pode invocar o que disse Tucídides sobre a Constituição do povo de Atenas: “Quanto ao nome, chama-se democracia, porque a administração serve os interesses da maioria e não de uma minoria” (Oração fúnebre aos mortos do primeiro ano da Guerra, de Péricles)."

Seria bom ver levantar os braços em massa para assinar a petição para uma auditoria à dívida pública Portuguesa que circula nas redes sociais.

http://www.infogrecia.net/2015/06/leia-aqui-as-conclusoes-da-auditoria-a-divida-grega/