domingo, 5 de abril de 2015

Kenya. Somos todas as vidas


Compaixão e unidade. Dar. Compreender. Comunicar.
Foi para isso que nascemos.
Mas não estamos a saber fazê-lo.
Por isso estamos tão "fucked up".
Naturalmente que não podemos ser sãos no meio desta violência.
Estamos profundamente desligados da nossa essência. E da ligação natural com os outros.
Matamos e morremos por nada. Pela divisão.
No entanto tudo é Amor. E uno.
Qual será o lado que em consciência vamos escolher?