terça-feira, 28 de abril de 2015

NEGRA

Ele estava a pintar e como faz sempre perguntou-me: "estás preparada? Chama-se Negra". Aqui está a poesia das cores de mais uma parceria entre o pintor Sidney Cerqueira e eu
De onde vens?
da minha história
da tua cor
ou ausência dela
de onde sou?
da tua história
de onde nunca me ausento
escrevo-te
conheço-te
sirvo-te
um dia devolves-me
retribuis-me
somos a cultura
fazemos o caldo
semeamos amor e paz
somos o chão
o útero e o coração
somos sol e vento
somos a grande chama
contamos uma história
a história do mundo
do mundo que não nos ama
uso-te para contar uma história
e em troca te peço
sobrevive para sempre
em nome da negritude
que mora na nossa alma